Que a gente gosta de gerar conexão, vocês já sabem. Mas, já pensou na infinidade de maneiras que isso pode acontecer? Um jeito pra lá de bacana de difundir ideias, reunir diferentes tribos e gerar experiências é a criação de eventos colaborativos.

Unir músicos, fotógrafos, poetas e artistas plásticos em um único espaço é uma ótima maneira de difundir cultura, valorizar o local e promover o trabalho único que cada uma dessas pessoas desenvolve.

As famosas feirinhas e o bazares (que crescem em número e tamanho a cada ano!) são outros bons exemplos de que reunir diferentes produtos promove também o encontro de diferentes pessoas e oportuniza novos aprendizados.

Viemos a esse mundo para conhecer, compartilhar e inspirar! Como já dissemos antes aqui no blog, vivemos um momento de mudança. Essa transformação, que vem de dentro pra fora, faz com que as pessoas valorizem cada vez mais a vivência de novas experiências. Dentro desse contexto, os eventos colaborativos surgem como uma oportunidade de oferecer trocas de forma consciente e sustentável.

O colaborativo aqui envolve todo o processo em torno do evento, desde sua concepção até a finalização. A ideia é que pessoas de diferentes áreas de atuação e gostos pessoais possam contribuir para que a proposta seja o mais enriquecedora possível. Afinal, juntos somos muito mais.